Páginas

sábado, 27 de novembro de 2010

UNIDADE III- LEITURA DO TEXTO O MITO DA TELINHA

O MITO DA TELINHA



SEGUNDO GRAZIELA GIUSTI PACHANE , O AVANÇO TECNOLÓGICO TEM PONTOS POSITIVOS E NEGATIVOS .

PONTOS POSITIVOS - ACELERA A PESQUISA , AGILIZA O TRABALHO DO PROFESSOR , OFERECE NOVOS MEIOS DE EXPOR OS TRABALHOS REALIZADOS EM UMA ESCOLA , É POSSIVEL MOSTRAR SEU TRABALHO AO MUNDO .



PONTO NEGATIVO - NEM TODOS ESTÃO PREPARADOS PARA ISSO , É PRECISO ACOMPANHAMENTO TÉCNICO , CURSOS DE ATUALIZAÇÃO PARA O PROFESSOR , E SEM CONTAR QUE SE FOR MAL USADO AS FERRAMENTAS ELAS NÃO TRANSMITIRÃO COM EFICÁCIA OS CONTEÚDOS PROGRAMADOS PELO PROFESSOR .

O PROFESSOR TAMBÉM NÃO PODE ESTACIONAR SÓ EM DIGITAR E IMPRIMIR , ELE TEM QUE IR ATRÁS DE NOVAS FUNÇÕES QUE AS TECNOLOGIAS NOS TRAZEM .....

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

UNIDADE III- PLANEJAMENTO DE AULA

Escola Municipal São Lourenço



Projeto: Trilhando a Consciência Ecológica através dos Contos de Fadas e Fabulas


Professora : Carla Aparecida de Mattos Lima


Turma: 3º ano A


Duração: aproximadamente de 2 á 3 meses





Apresentação

As crianças são curiosas pela natureza e estão interessadas em tudo que acontece ao seu redor. Conhecer o ambiente e compreender as causas e as conseqüências de seus problemas as ajudará a ter, aos poucos, uma atitude mais responsável e comprometido com os cuidados com o meio ambiente. E Trabalhando com os contos de fadas e as fabulas, os alunos constroem e reconstroem significados para as histórias e desenvolvem o prazer pela leitura e consequentemente aprendem a ser cidadãos conscientes e farão uso de atitudes ecologicamente corretas.



Objetivos

Descobrir a relação existente entre os diferentes componentes do ambiente;

Conhecer e investigar sobre os recursos naturais;

Incorporar atitudes e hábitos de consumo e higiene pessoal;

Habilitar o aluno para conhecer e compreender contos de fadas;

Desenvolver no aluno a habilidade de produzir textos;

Incentivar o trabalho em equipe;

Estimular a criatividade;

Promover o hábito de leitura.


Fundamentação teórica

Conservando o planeta através dos contos de fadas e fabulas

Alguns fenômenos como o efeito estufa, a destruição da camada de ozônio, o desmatamento das florestas e a poluição do solo, não são mais do que uma amostra dos riscos que ameaçam o meio ambiente.



O fantástico mundo dos contos de fada e das fabulas

A maçã envenenada da Branca de Neve é tentadoramente vermelha.

Como cheira o pão quentinho da Galinha Ruiva!

Que medo deve sentir o ratinho entre as garras do leão.

O vestido de Cinderela brilha como as estrelas...



Histórias não são feitas apenas de palavras: têm peso, cor, sabores, têm detalhes que não cabem nos limites do texto, mas são tão importantes quanto às narrativas que vêm se repetindo há séculos.



Histórias são pontes; são laços entre o narrador e o ouvinte, entre o real e o imaginário, entre o passado, o presente e o futuro; são elos que se constroem e reconstroem entre seres humanos, em um processo sem fim.



Partir desse princípio não é apenas uma forma poética de realçar a importância das narrativas fantásticas, das fábulas e de todas as histórias que povoam o universo infantil.

Normalmente, quando os adultos lêem as fábulas ou mesmo quando tentam interpretá-las, sobressaem os aspectos "pedagógicos" que estão na origem dessas narrativas.



Quando não existiam escolas, imprensa, quando os livros eram copiados à mão e o mundo era ainda um enorme continente inexplorado, essas histórias representavam um caminho para a educação de valores, posturas de vida, costumes.



Esse é um dos motivos pelos quais as fábulas são maniqueístas e moralistas. Falam do bem e do mal, do certo e do errado, do justo e do injusto, da união e da desunião, do medo e da coragem. Tanto que não eram dirigidas às crianças, mas especialmente aos adultos - daí o tom até assustador que assumem nas versões originais.

Mas não faz sentido, nos tempos de hoje, tratar as histórias de fadas como se fazia na Idade Média. Não é esse mundo cheio de certo e errado que magnetiza as crianças (e os adultos). É, sim, a sua riqueza imaginativa, a sua base de sonhos e de possibilidades que leva os humanos para muito além de seu cotidiano. Quem não queria possuir uma bota de sete léguas, ou encontrar príncipes encantados; quem não queria ter uma varinha de condão?



As histórias são catalisadores da imaginação sem fronteiras que caracteriza a infância.



Em um mundo marcado pelo lazer passivo da televisão, pela imobilidade dos apartamentos, pelas ruas apinhadas de carros, as histórias de fadas são um passaporte livre para o mundo da criança e para todos os processos formativos típicos da idade - a formação da personalidade, a construção de regras e valores, o desenvolvimento cognitivo, motor e sócio-emocional.



É aqui que entra a Escola.



Nosso papel não é o de inventar histórias, não é de instituí-las como itens do currículo, nem tornar obrigatório um prazer tão natural.

Ao contrário, nosso papel é mergulhar no fundo da fantasia, junto com as crianças, construindo permanentemente paralelos com a vida de cada um.



Voltamos ao começo desse texto. As histórias têm cheiros, cores, sabores, densidades. As histórias não são apenas processos mentais de intelecção, mas uma fábrica de sentidos e experiências.



Vamos forçar um pouco a memória: quem de nós nunca quis saber o que ia dentro da cesta de Chapeuzinho Vermelho? Pois então, vamos para a cozinha preparar esses quitutes.

Que tal passear na fazenda da Galinha Ruiva?



Cada momento, cada detalhe ganha uma leitura especial e diferenciada. Ou melhor, a cada leitura, a história, como um prisma, ganha novas cores. Quem conta, reconta... faz de conta.



O que as crianças aprenderão? Não há limites. Cada narrativa leva a mundos diferentes, embora tenham um substrato comum. Daí a construção de um mapa contextual para cada conto escolhido, que levem em conta os itens a seguir.



• Possibilitar a apreensão das características dos diferentes portadores de texto, ou de um gênero literário escolhido, pré determinado, com as linguagens usualmente utilizadas e expressões que se repetem nas diferentes histórias;

• Produzir textos com significado, mesmo sem o domínio da escrita convencional;

• Desenvolver o interesse pela leitura ou por ouvir os diferentes gêneros literários;

• Desenvolver a capacidade de recontar e reescrever o conto, recuperando a seqüência lógico-temporal dos acontecimentos;

• Realizar a revisão de textos, através da releitura de cada parte do texto escrito e da elaboração de rascunhos, promovendo a articulação das partes com o todo, a fim de planejar o que falta ser escrito para complementação do texto,

• Planejar e executar tarefas em grupo, valorizando este tipo de aprendizado;

• Utilizar curva melódica adequada, durante a leitura em voz alta, propiciando a compreensão da história, através do respeito à pontuação presente no texto.

Atividades• de música e educação física, vivências apresentadas nos jogos dramáticos, que levarão os alunos a criar situações imaginárias e encenações representativas;

• A exploração de todas as dimensões artísticas;

O aprendizado e o• exercício da língua oral e escrita, conforme a faixa etária.

• A compreensão de conceitos nas áreas de Ciências e Matemática, entre outras aprendizagens;

• O uso de diversos recursos. Alguns dos contos apresentados favorecerão, também, o acesso a computadores e outros recursos tecnológicos;

O trabalho com a linguagem e a comunicação. Os alunos possivelmente irão

se familiarizar com livros, filmes e situações que requerem o uso da linguagem oral e escrita;

• Atividades de exploração sensorial, todo o tempo.



Vivendo as histórias, convivendo com os personagens e suas aventuras, seus sentimentos, as crianças serão convidadas para um aprendizado prazeroso e significativo.



As histórias trazem saberes e experiências acumuladas por várias gerações. Oferecem exemplos de modelos e papéis que, desde a infância, facilitam nossa relação com o mundo. Levam-nos a experimentar as emoções, a "treinar" posturas, a nos identificar com personagens e situações, a sonhar coisas melhores do que temos e a perceber que tudo também poderia ser pior.



Contos de fadas, histórias de bichos e fábulas são uma porta de entrada para o mundo da fantasia, e, como podem ver, também uma porta de saída para a vida real.





Metodologia


Ciências

Experiências com água , solo , ar ;

Registro das experiências;



Geografia e historia



Pesquisas nas aulas de informática;

Elaborar croquis ( desenhos ) e relatórios de tudo o que for acontecendo durante as aulas;

Visitas a área de lazer Recanto do Sol - ver as nascentes e observar as formas do terreno;

Águas de campo verde – tratamento da água que chega ate nossas casas;

Lixão – como é, e porque pode afetar nossa água e ressaltar ainda a importância dos 3Rs - reciclar, reutilizar e r



Português



Produção de textos através de títulos , desenhos ,dobraduras , cartazes, aula de informática;

Leitura de textos para encenar e também outros gêneros textuais – jornal, revistas, receitas , poesias , parodias ...;

Leitura de contos de fadas e optar pela escolha de um para apresenta – la em forma de teatro ( este texto será a reescrita da historia dos próprios alunos);

Leitura das fabulas e optar pela escolha de uma para representa-la ,sendo que esta será também a reescrita da fabula coletiva ;

Analise da biografia dos autores: IRMAOS GRIMM, MONTEIRO LOBATO, LA FONTAINE, ESOPO, HANS CHRISTHIAN ANDERSEN, ENTRE OUTRO;



Matemática

• Resolução de situações problemas;

• Analises de embalagens;

• Pesquisas de preços ( produtos que se usam os sistemas de medida )

• Jogos com trilhas de diferentes temas;

• Brincando e aprendendo com as formas geométricas ( confeccionar animais)



Artes

• Confecção dos personagens

• Dramatizar a fabula e o conto, utilizando material reciclável e outros.

• Confecção de um mini - teatro de fantoches, para a apresentação das historias (contos, fabulas e biografias);

• Criar junto com a turma e suas famílias um livro da sala, em que as famílias devem pesquisar sobre as diferentes agressões que atingem o solo, a água , o ar, as plantas e os animais que vivem na terra.



Recursos materiais



• Caixas de papelão

• Embalagens

• 1 litro de cola

• Tesouras

• Lápis de cor, canetinhas, giz de cera,

• Papel camurça, crepom, color set, pardo, cartão, Paraná;

• E.v.a;

• TNT

• Livros de historias e fabulas



Recursos humanos



Professor de sala, informática e biblioteca;

Profissionais responsáveis nos locais a serem visitados;



Conteúdos






Ciências

Conservação do meio ambiente;

Poluição da água, solo e ar;

O papel das pessoas nas mudanças, na recuperação e na conservação do meio natural;

Propriedades dos materiais ( estruturas , impermeabilidade ...);

Interações entre os materiais;



Geografia e Historia

Transito;

Problemas da poluição do meio ambiente e suas conseqüências;

A identificação, a pratica e a difusão da pauta de cuidados e preservação do ambiente;



Língua Portuguesa

Produção através de desenhos e textos a partir da informação;

Analise dos contos de fadas e das fabulas;

Estudo da biografia dos autores mais conhecidos (MONTEIRO LOBATO, IRMAOS GRIMM, ESOPO, LA FONTAINE...).



Matemática

Formas geométricas;

Noções matemáticas (sistema monetário, medidas – peso, metro);

Problemas envolvendo as operações trabalhadas;

Artes

Reciclagem de materiais ( pet, caixas e outros )

Dobraduras, colagem, recorte, pintura ( diversos materiais);

Dramatização ( tema meio ambiente , conto de fada , fabula);

Montar cenário e outros materiais recicláveis;




Recreação

• Jogos na quadra, seguindo regras ( jogos de trilhas , e outros);

• Jogos tradicionais, mostrando aos alunos que a diversão pode ser encontrada em situações bem simples,que poderão assim contribuir com a economia da energia elétrica em sua própria casa. Afinal a maioria dos jogos que os alunos utilizam ou são do computador ou são da tv.

• Realização de algumas experiências;



Endereços de vídeos utilizados do you tube

http://www.youtube.com/watch?v=D7LiHXQX8V8

http://www.youtube.com/watch?v=0Zho23BDcFA&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=6d8HKhV7FKQ&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=_EvYa7sHdrs&feature=related



Avaliação



A avaliação será feita durante cada etapa do projeto , visto que nem tudo sai como a gente planeja , talvez posso ter que rever alguns pontos do projeto .

Ao final do projeto , percebi que as crianças atingiram meus objetivos e foram até alem do esperado . é muito bom trabalhar com projetos as crianças se empenham mais nas atividades ...

UNIDADE II - ATIVIDADE 2.2 ANALISE DO OBJETO EM HIPERMÍDIA

TÍTULO :Turma da Mônica Contra o Capitão Feio
CLASSIFICAÇÃO: Ensino Fundamental
ENDEREÇO: http://www.youtube.com/watch?v=DQY14QPYStI
COMENTÁRIO: O vídeo acima refere-se ao meio ambiente , a internet nos possibilita ter acesso a videos legais como este , que com certeza sensibilizarão as crianças mais facilmente , pois o tema é trabalhado copm perssonagens que tem a mesma faixa etaria que eles .... É maravilhoso ter acesso a toda essa tecnologia e poder possibilitar aos alunos essas novidades.

UNIDADE II - ATIVIDADE 2.1-PLANO DE AULA COM AUXILIO DO HIPERTEXTO ...



Representação moderna da figura de Pai Natalcustume (português europeu) ou custume (português brasileiro) ("Noël" é natal em francês) é uma figura lendária que, em muitas culturas ocidentais, traz presentes aos lares de crianças bem-comportadas na noite da Véspera de Natal, o dia 24 de dezembro, ou no Dia de São Nicolau (6 de dezembro). A lenda pode ter se baseado em parte em contos hagiográficos sobre a figura histórica de São Nicolau. Uma história quase idêntica é atribuída no folclore grego e bizantino a Basílio de Cesareia. O Dia de São Basílio, 1º de janeiro, é considerado a época de troca de presentes na Grécia.

Enquanto São Nicolau era originalmente retratado com trajes de bispo, atualmente Papai Noel é geralmente retratado como um homem rechonchudo, alegre e de barba branca trajando um casaco vermelho com gola e punho de manga brancos, calças vermelhas de bainha branca, e cinto e botas de couro preto. Essa imagem se tornou popular nos EUA e Canadá no século XIX devido à influência do caricaturista e cartunista político Thomas Nast. Essa imagem tem se mantido e reforçado por meio da música, rádio, televisão e filmes
Conforme a lenda, Papai Noel mora no extremo norte, numa terra de neve eterna. Na versão americana, ele mora em sua casa no Polo Norte, enquanto na versão britânica frequentemente se diz que ele reside nas montanhas de Korvatunturi na Lapônia, Finlândia. Papai Noel vive com sua esposa Mamãe Noel, incontáveis elfos mágicos e oito ou nove renas voadoras. Outra lenda popular diz que ele faz uma lista de crianças ao redor do mundo, classificando-as de acordo com seu comportamento, e que entrega presentes, como brinquedos ou doces, a todos os garotos e garotas bem-comportados no mundo, e às vezes carvão às crianças malcomportadas, na noite da véspera de Natal. Papai Noel consegue esse feito anual com o auxílio de elfos, que fazem os brinquedos na oficina, e das renas que puxam o trenó.

O personagem foi inspirado em São Nicolau Taumaturgo, arcebispo de Mira na Turquia, no século IV. Nicolau costumava ajudar, anonimamente, quem estivesse em dificuldades financeiras. Colocava o saco com moedas de ouro a ser ofertado na chaminé das casas. Foi declarado santo depois que muitos milagres lhe foram atribuídos. Sua transformação em símbolo natalino aconteceu na Alemanha e daí correu o mundo inteiro.
Há bastante tempo existe certa oposição a que se ensine crianças a acreditar em Papai Noel. Alguns cristãos dizem que a tradição de Papai Noel desvia das origens religiosas e do propósito verdadeiro do Natal. Outros críticos sentem que Papai Noel é uma mentira elaborada e que é eticamente incorreto que os pais ensinem os filhos a crer em sua existência. Ainda outros se opõem a Papai Noel como um símbolo da comercialização do Natal, ou como uma intrusão em suas próprias tradições nacionais. Outros apontam a tradição de Noel como um bom exemplo de como as crianças podem aprender que podem ser deliberadamente enganadas pelos mais velhos, o que ajudaria a ensiná-las a ser cuidadosas em aceitar qualquer outra superstição ou crença infundada.


É amplamente divulgado pela internet e por outros meios que a Coca-Cola seria a responsável pelo actual visual do Papai Noel ou Pai Natal (roupas vermelhas com detalhes em branco e cinto preto), mas é historicamente comprovado que o responsável por sua roupagem vermelha foi o cartunista americano Thomas Nast], em 1886 na revista Harper’s Weeklys.
Papai Noel ou Pai Natal até então era representado com roupas de inverno, porém na cor verde[carece de fontes?]. O que ocorre é que em 1931 a Coca-Cola realizou uma grande campanha publicitária vestindo Papai Noel ou Pai Natal ao mesmo modo de Nast[carece de fontes?], com as cores vermelha e branca, o que foi bastante conveniente, já que estas são as cores de seu rótulo. Tal campanha, destinada a promover o consumo de Coca-Cola no inverno (período em que as vendas da bebida eram baixas na época), fez um enorme sucesso[carece de fontes? e a nova imagem de Papai Noel ou Pai Natal espalhou-se rapidamente pelo mundo. Portanto, a Coca-Cola contribuiu para difundir e padronizar a imagem actual, mas não é responsável por tê-la criado.


As renas do Papai Noel ou de o Pai Natal são as únicas renas do mundo que sabem voar, ajudando o Papai Noel ou o Pai Natal entregar os presentes para as crianças do mundo todo na noite de Natal. Quando o Papai Noel ou o Pai Natal pede para serem rápidas, elas podem ser as mais rápidas renas do mundo. Mas quando ele quer, elas tornam-se lentas. O mito das renas foi inventado na Europa, no século XIX.

A quantidade de renas que puxam o trenó é controversa, tudo por causa da rena conhecida como Rudolph. Existe uma lenda que diz que Rudolph teria entrado para equipe de renas titulares por ter um nariz vermelho e brilhante, que ajuda a guiar as outras renas durante as tempestades. E, a partir daquele ano, a quantidade de renas passou a ser nove, diferente dos trenós tradicionais, puxados por oito renas. Tal lenda foi criada em 1939 e retratada no filme Rudolph, a Rena do Nariz Vermelho (1960 e 1998).

O nome das renas, em inglês são: Rudolph, Dasher, Dancer, Prancer, Vixen, Comet, Cupid, Donner e Blitzen. E em português são: Rodolfo, Corredora, Dançarina, Empinadora, Raposa, Cometa, Cupido, Trovão e Relâmpago.

A agência que controla o espaço aéreo americano (North American Aerospace Defense Command) também instalou um "Santa Tracker" ("Rastreador de Santa" Claus) em sete idiomas, onde se pode ver a localização atual e as próximas paradas de Papai Noel, acompanhado de suas legendárias renas. O programa de rastreamento do Papai Noel pela agência é uma tradição que data de 1955, quando um anúncio no jornal Colorado veio com o número telefônico para conectar as crianças com o bom velhinho e algumas chamadas, por erro, caíram numa linha da NORAD.


Uma criança com o Papai Noel em um Shopping.Cartas para santos ou de cunho religioso são uma prática existente desde a antiguidade, mas apenas a partir do século passado surgiu no mundo o ato de enviar cartas ao Papai Noel como um cunho familiar, ou seja, os pais da criança leem as cartas dela, e com a condição de serem bem comportadas durante o ano, recebem o presente como sendo de autoria do Papei Noel; às vezes de forma tão ensaiada que chegam a acreditar fielmente em sua existência, identicamente ao coelho da páscoa.

Há, entretranto, versões oficiais ou semi-oficiais de papais noeis no mundo receptoras de correspondências, e correspondem de acordo com algum critério de seleção (presentes muito onerosos não são entregues por razões óbvias). É comum encontrá-los em shopping centers, praças centrais das cidades, hospitais e estabelecimentos públicos, etc. Na maioria destes lugares as cartas são entregues presencialmente ou depositadas no próprio ambiente.

No Brasil, os Correios oficialmente recebem cartas endereçadas ao Papai Noel desde 2001, e o número de mensagens correspondidas equivaleu em 2008 em aproximadamente metade, selecionadas de acordo com o contexto ou com o valor financeiro do presente. As mensagens são enviadas aos funcionários do Correios, mas todos os brasileiros podem se voluntarear como um Papai Noel directamente nas agências dos Correios do país.

Os correios dos países escandinavos também têm programas parecidos, mas preparados para correspondências de todo o planeta, uma vez que a Lapônia é terra dada como sendo oficialmente da origem do Papai Noel. Na Finlândia inclusive, todas as cartas dirigidas a Papai Noel ou Santa Claus e com endereço Lapônia ou Pólo Norte são direcionadas para a agência em Rovaniemi (capital da província laponesa), e segundo a própria agência, o endereço correto é: Santa Claus, 96930, Círculo Polar, Finlândia. As cartas recebidas com remetente recebem uma resposta em oito idiomas diferentes.

UNIDADE II - ATIVIDADE 2- O QUE É UM HIPERTEXTO?

Que é hipertexto?


Hipertexto é uma maneira de organizar um texto de forma não linear, em que se inserem links de navegação em palavras-chaves. Esses links remetem o leitor a outros documentos de texto, a outros sites ou abrem janelas de conceitos adicionais que também podem ser hipertextuais. Nesse caso o texto, tal como o cérebro humano, assume uma estrutura não hierárquica cuja característica é a capilaridade, ou melhor, uma forma de organização em rede. O usuário ao acessar um ponto determinado de um hipertexto, consequentemente, outros que estão interligados também são acessados, num grau de interatividade que ultrapassa a barreira da leitura plana ou linear.




PROJETO: REAPROVEITANDO , BRINCANDO E APRENDENDO /2010

domingo, 21 de novembro de 2010

OBRIGADA!!!!!


HOJE VIAJANDO PELA NET , ENCONTREI O BLOG  DICA GERAL.COM ,E PARA MINHA SURPRESA ESTE ESTAVA INDICANDO MEU BLOG , VENHO AQUI AGRADECER  A PESSOA RESPONSAVEL PELA LEMBRANÇA ..... AGRADEÇO DO FUNDO DO CORAÇÃO!!!!!

OBRIGADA

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

PROJETO MEIO AMBIENTE


PROJETO RECICLAGEM...



RECICLAGEM - ENCAIXE ESSA IDÉIA .....

Professora organizadora: Carla A. M. Lima 
Turma: 1° ano "C"
Ano de 2010

JUSTIFICATIVA

Diante da imensa carga de sucata que são jogados aleatoriamente na natureza toneladas que empobrece cada vez o nosso planeta.
Partindo dessa idéia o reaproveitamento vem mostrar que o lixo pode se, transformar, em brinquedos, objetos de forma prazerosa sem custo.
Para tanto o principal objetivo é dar a cada criança oportunidade de desenvolver a sua habilidade motora, intelectual e social.

Objetivo Geral
 Compreender a importância do processo de reciclagem, onde os alunos irão fazer o reaproveitamento de vários materiais, fazendo brinquedos e jogos onde auxiliará na aprendizagem da leitura e escrita.
  Objetivos Específicos.
  • Desenvolver a criatividade.
  • Desenvolver a coordenação motora e sua habilidade.
Fundamentação  teórica
 O lixo nosso de cada dia
Você já parou para pensar quanto lixo cada um de nós produz diariamente? E o volume de lixo produzido na sua rua, em seu bairro, ou em sua cidade, você sabe quanto é? Já imaginou qual o destino final de todo esse lixo? Você sabe para onde ele vai? Alguma vez você já se perguntou sobre as conseqüências negativas que o lixo produz ao meio ambiente?
           A maioria das pessoas não pára para pensar nessas coisas, pois muitos de nós não compreendemos muito bem esse assunto e alguns na verdade nem se importam tanto com todos os problemas que podem estar relacionados com o nosso lixo.
            O lixo que um bairro, uma cidade ou nação produz está intimamente ligado ao modo de vida de sua população. Por exemplo, cidades e países industrializados produzem grande quantidade de lixo inorgânico. Já nas nações em desenvolvimento, nas pequenas cidades do interior, nos povoados, assentamentos rurais e nas fazendas, grande parte do lixo produzido é de origem orgânica.
Para quem não se recorda vale lembrar que o lixo orgânico é aquele originado de quaisquer seres vivos, animais e vegetais, que são facilmente decompostos pela natureza. Restos de comida, restos de frutas e verduras, restos de plantas (folhas, galhos, pedaços de madeira, serragem etc.) são alguns exemplos de lixo orgânico. Por outro lado, o lixo inorgânico é aquele que resulta de produtos industrializados (plásticos, vidros, metais etc.), que, em geral, são de difícil decomposição pela natureza, mas que podem ser reciclado pelo homem.

            O  lixo que produzimos pode ser classificado em quatro grupos :
(1)           Lixo domiciliar, produzido nas residências, tais como restos de alimentos e sacolas plásticas;
(2)           Lixo comercial, produzido nos estabelecimentos comerciais como lojas, butiques, mercearias etc.;
 (3)   Lixo industrial, produzido nas indústrias, como por exemplo, restos de matérias-primas e subprodutos da produção; e
(4)  Lixo hospitalar, produzido os hospitais, postos de saúde, clínicas, laboratórios e farmácias.
            O entendimento dos tipos de lixo e suas classificações é importante, pois à cada um deles deve ser dado uma coleta e destinação diferenciadas.
Existem muitas formas de tratamento do lixo, entre as quais:

(a) aterro sanitário,
(b) incineração,
 (c) reciclagem
 (d) compostagem.
            O “ aterro sanitário” é a forma mais comum usada para destinar o lixo no solo. Ele consiste em espalhar e dispor o lixo em camadas cobertas com material inerte (em geral, terra e cascalho). Junto com essas medidas são construídos sistemas de drenagem para os gases (metano etc.) e líquidos (conhecido como chorume), de forma que não ocorra a poluição do meio ambiente.
            A “ incineração” consiste na queima controlada do lixo em fornos especialmente projetados para transformá-lo em cinzas. É um processo de desinfecção pelo calor, pelo vapor e pela água em elevadas temperaturas, sem a intervenção do trabalho manual. A incineração possui algumas desvantagens, tais como: alto custo de instalação e manutenção da usina de incineração; os gases emanados da queima do lixo são altamente poluentes; e para esse tido de tratamento há a necessidade de mão-de-obra qualificada.
            A “reciclagem” é a transformação do lixo em matéria-prima. As vantagens econômicas, sociais, sanitárias e ambientais da reciclagem são amplamente reconhecidas, sendo algumas delas: diminuição da quantidade de lixo a ser aterrado; economia de energia; e geração de empregos, através da criação de indústrias recicladoras.
A “compostagem” é o método de tratamento da parcela orgânica existente no lixo. O processo de compostagem consiste na transformação de restos de origem vegetal ou animal em adubo a ser utilizado na agricultura e jardinagem, sem ocasionar riscos ao meio ambiente. A compostagem possui várias vantagens, como por exemplo: aumento da vida útil do aterro sanitário; aproveitamento agrícola da matéria orgânica, a usina de compostagem pode ser artesanal, utilizando mão-de-obra e instalações de baixo custo; além de ser um processo ambientalmente seguro.


            Nenhuma dessas quatro formas de tratamento deve ser vista como algo milagroso, capaz de solucionar todos os problemas relacionados ao lixo.
Na escolha do modelo de gestão do lixo, todos os setores da sociedade devem participar. Nós não devemos deixar só a cargo da Prefeitura ou do Governo Estadual decidir qual será o destino do lixo que produzimos, pois a má gestão da coleta e destinação final do lixo afeta a todos indistintamente.
            A participação coletiva nas ações e trabalhos que envolvam políticas públicas como o tratamento do lixo é fundamental, mas, além disso, cada um de nós deve também estar disposto a contribuir individualmente através de pequenos gestos diários, tais como: não jogar lixo nas ruas, praças, praias e demais áreas públicas; não pichar monumentos, muros ou fachadas de residências e estabelecimentos comerciais; depositar o lixo somente nos locais indicados pela prefeitura. Essas são algumas pequenas ações que podem fazer grandes diferenças para nossa vida e para o meio ambiente.
Reciclar
Reciclar significa transformar objetos materiais usados em novos produtos para o consumo. Esta necessidade foi despertada pelos seres humanos, a partir do momento em que se verificou os benefícios que este procedimento trás para o planeta Terra.
Importância e vantagens da reciclagem
A partir da década de 1980, a produção de embalagens e produtos descartáveis aumentou significativamente, assim como a produção de lixo, principalmente nos países desenvolvidos. Muitos governos e ONGs estão cobrando de empresas posturas responsáveis: o crescimento econômico deve estar aliado à preservação do meio ambiente. Atividades como campanhas decoleta seletiva de lixo e reciclagem de alumínio e papel, já são comuns em várias partes do mundo.
No processo de reciclagem, que além de preservar o meio ambiente também gera riquezas, os materiais mais reciclados são o vidro, o alumínio, o papel e o plástico. Esta reciclagem contribui para a diminuição significativa da poluição do solo, da água e do ar. Muitas indústrias estão reciclando materiais como uma forma de reduzir os custos de produção.
Um outro benefício da reciclagem é a quantidade de empregos que ela tem gerado nas grandes cidades. Muitos desempregados estão buscando trabalho neste setor e conseguindo renda para manterem suas famílias. Cooperativas de catadores de papel e alumínio já são uma boa realidade nos centros urbanos do Brasil.
Muitos materiais como, por exemplo, o alumínio pode ser reciclado com um nível de reaproveitamento de quase 100%. Derretido, ele retorna para as linhas de produção das indústrias de embalagens, reduzindo os custos para as empresas.
Muitas campanhas educativas têm despertado a atenção para o problema do lixo nas grandes cidades. Cada vez mais, os centros urbanos, com grande crescimento populacional, têm encontrado dificuldades em conseguir locais para instalarem depósitos de lixo. Portanto, a reciclagem apresenta-se como uma solução viável economicamente, além de ser ambientalmente correta. Nas escolas, muitos alunos são orientados pelos professores a separarem o lixo em suas residências. Outro dado interessante é que já é comum nos grandes condomínios a reciclagem do lixo. Símbolos da reciclagem por material .Assim como nas cidades, na zona rural a reciclagem também acontece. O lixo orgânico é utilizado na fabricação de adubo orgânico para ser utilizado na agricultura.
Como podemos observar, se o homem souber utilizar os recursos da natureza, poderemos ter, muito em breve, um mundo mais limpo e mais desenvolvido. Desta forma, poderemos conquistar o tão sonhado desenvolvimento sustentável do planeta.
Exemplos de Produtos Recicláveis
- Vidro: potes de alimentos (azeitonas, milho, requijão, etc), garrafas, frascos de medicamentos, cacos de vidro.
- Papel: jornais, revistas, folhetos, caixas de papelão, embalagens de papel.
- Metal: latas de alumínio, latas de aço, pregos, tampas, tubos de pasta, cobre, alumínio.
Plástico: potes de plástico, garrafas PET, sacos plásticos, embalagens e sacolas de supermercado.

Procedimentos Metodológicos:

  • Leitura de vários textos informativos: “Roda de conversas”.
  •  Ilustrar um ambiente não poluído.
  •  Ilustrar um ambiente poluído.
  •  Confecções de porta-retratos utilizando jornal em canudos e papelão.
  •  Visitar o local que imprensa o lixo coletado separadamente.
  •  Construir brinquedos de caixa de fósforos, creme dental, caixas de remédios.
  • Bichinho de sucata com cartela de ovos.
  • Convite para as mães.
  • Como fazer pufe com garrafa, papelão, fita transparente, barbante, espuma e tecido para acabamento.
  • Jogos de boliche.
  • Problemas usando as sequências dos jogos de adição e subtração na oralidade.
  • Sequênciar as latas de refrigerante em ordem numérica de 1 a 35. Até chegar o grupo vencedor (grupo de 6 pessoas).
  • Dobraduras: construção de flor com papel de bombom, balas, pirulito.
  • Construir bilboquê com garrafa, barbante, jornal, fita adesiva colorida e tesoura.

Recursos Materiais:
·         Tesoura,
·         Caixas de remédio,
·         Cola branca,
·         Cola quente,
·         Pistola de cola quente,
·         Barbante,
·         Latas,
·         Garrafas,
·         Jornais,
·         Caixas de papelão,
·         Caixas de fósforo,
·         Papel sulfite,
·         Lápis de cor,
·         Tinta guache,
·          Pincel.
·         Visita á associação dos catadores de lixo em campo verde.
·         Elaboração de questionário para trabalhar a oralidade das crianças;

  Recursos humanos:

·         Alunos,
·          Professores,
·          Mães
·          Coletores de material reciclado,
·         Artesãos.
Anexos 

VÍDEOS ASSISTIDOS 

Guto, um garoto de 07 anos, recebe a ajuda de sua anjinha da guarda para combater monstros comedores de lixo oriundos do planeta XYZ, que fica localizado em uma galáxia distante.



Blinky Bill é um ursinho travesso que vive com sua mãe e amigos na floresta. Um lugar alegre e divertido, onde eles podem cantar e dançar, curtindo a vida. A paz é quebrada quando dois madeireiros clandestinos invadem o terreno e cortam todas as árvores, destruindo suas casas. Triste e desolado, Blinky Bill põe o pé na estrada para viver uma emocionante aventura. No caminho conhece outros amiguinhos bem bacanas: a ursinha Nutsy, um risonho canguru, um coala trapalhão. Uma turminha que adora fazer uma bagunça.

VISITA Á COTRAMAR ( COOPERATIVA DE RECICLAGEM)




ATIVIDADES DE RECICLAGEM ....




Referência Bibliográfica:

·         www.ecoviver.com.br/  ( 22/07/10) 18:16
·         www.faced.ufba.br  (22/07/10) 18:25
·         Revistas do Professor Sassá
·         http://artesleca.blogspot.com
Avaliação:
A avaliação acontecerá mediante os trabalhos realizados no decorrer do projeto.

UNIDADE I - 1.7 ANÁLISE DE PROJETO

PROJETO - RECICLAGEM - ENCAIXE ESSA IDÉIA ..... 
Professora organizadora: Carla A. M. Lima
 Turma: 1° ano "C" 
Ano de 2010 


JUSTIFICATIVA 


Diante da imensa carga de sucata que são jogados aleatoriamente na natureza toneladas que empobrece cada vez o nosso planeta. Partindo dessa idéia o reaproveitamento vem mostrar que o lixo pode se, transformar, em brinquedos, objetos de forma prazerosa sem custo. Para tanto o principal objetivo é dar a cada criança oportunidade de desenvolver a sua habilidade motora, intelectual e social.


 OBJETIVO GERAL 


Compreender a importância do processo de reciclagem, onde os alunos irão fazer o reaproveitamento de vários materiais, fazendo brinquedos e jogos onde auxiliará na aprendizagem da leitura e escrita. Objetivos Específicos. Desenvolver a criatividade. Desenvolver a coordenação motora e sua habilidade.


 CONCLUSÃO 
Ao término deste projeto , percebi que as crianças estão mais envolvidas com a proteção ao meio ambiente...
Related Posts with Thumbnails

Momentos Familiares.....